sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Miau!

A Ordem dos Advogados do Brasil - OAB prepara ação pra baixar o   Imposto de Renda. Boa OAB! E não se esqueça que Imposto de Renda no Brasil é carregado nas costas do assalariado que não tem como dele escapar. Pastores da lábia e da conversa fiada não pagam impostos. mesmo andando de carro luxuoso, avião e habitando mansões suntuosas. As igrejas suportam, numa boa, as diversas maracutaias terrestres, travestidas de celestiais dos ilustres auto nomeados procuradores da fé cristã. Por sua vez, os bancos, administradoras de cartões, de tanto acumularem e, por consequência, terem motivo, pra serem os grandes pagadores de impostos, também, escapam e têm bem domesticado pra si o maior dos felinos. De tal forma que. pelo menos pra essas três classes de gente, o leão não passa de um gatinho muito do bem comportado. Miau!
Mote: O Estadão
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) prepara ofensiva judicial para reduzir Imposto de Renda. Pelo 18º ano seguido, a tabela será corrigida abaixo da inflação, fazendo com que a cobrança atinja mais brasileiros. "O cidadão fica desprotegido diante da máquina tributária e tem o seu patrimônio confiscado indevidamente", disse o presidente Marcus Vinicius Furtado Coêlho.

Leia mais: http://oesta.do/19QqyKf

Seu Mujica e a posse do Ministro da Economia e Finanças

Seu Mujica foi pra posse do Ministro da Economia e Finanças de pragata de rabicho, no melhor estilo cangaceiro Silvino das caatingas nordestinas. Talvez queira dizer pros 0,01%, que geralmente são os donos da bufunfa, como nas diversas economias sul-americanas acontecem, e para os quais se fez a matança completa dos índios, no caso do Uruguai; quem sabe o ex-tupamaro José Mujica queira dizer: gente boa, o Uruguai não é só de vocês não.
O presidente uruguaio José “Pepe” Mujica chamou a atenção hoje ao comparecer de sandálias de couro à posse do novo ministro da Economia, Mario Bergara. A justificativa foi a forte onda de calor que atinge o país. No evento, Mujica recusou a alcunha de presidente pobre e garantiu que o Uruguai seguirá no caminho da prosperidade. Via Internacional Estadão Leia mais: http://oesta.do/1jMEDyG Foto: Iván Franco/EFE

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

O primeiro gol contra o belicismo


El primer gol contra el belicismo
internacional.elpais.com
La Liga británica va a recordar la Tregua de Navidad de 1914 con la construcción de un campo de fútbol. Por WALTER OPPENHEIMER

http://internacional.elpais.com/internacional/2013/12/23/actualidad/1387829262_272777.html

A Missa do Galo

Para os que gostam de futebol e desconhecem os costumes de Natal, é bom lembrar que a Missa do Galo não é porque o Atlético perdeu pro Raja Casablanca no Mundial de Clubes há 7 dias, não.

George Coelho

domingo, 22 de dezembro de 2013

Dona Dilma, dê asilo ao Snowden!

Foto: La onda expansiva de Snowden http://cort.as/78YG Las filtraciones del exanalista de la NSA han sacudido las relaciones de EE UU con sus aliados. Un repaso a las consecuencias que ha tenido el escándalo, país por país

La onda expansiva de Snowden http://cort.as/78YG Las filtraciones del exanalista de la NSA han sacudido las relaciones de EE UU con sus aliados. Un repaso a las consecuencias que ha tenido el escándalo, país por país

Sobral, Cidade Luz

Foto: Essa foto é de Sobral, do meu amigo Zé Ivo, numa manhã não muito típica em que os bons ares frios da Serra da Meruoca baixaram sobre a cidade e as pessoas foram então esquentar seus corpos no aconchego dos bancos sob o cálido sol sobralense. Além do Arco do Triunfo, construção emblemática de antigo prefeito da Estrela do Norte do qual não me recordo o nome, vê-se mais atrás, bangalôs modernos, feitos já na administração ativa dos Ferreira Gomes. George Coelho.
Essa foto é de Sobral, do meu amigo Zé Ivo, numa manhã não muito típica em que os bons ares frios da Serra da Meruoca baixaram sobre a cidade e as pessoas foram então esquentar seus corpos no aconchego dos bancos sob o cálido sol sobralense. Além do Arco do Triunfo, construção emblemática de antigo prefeito da Estrela do Norte do qual não me recordo o nome, vê-se mais atrás, bangalôs (sobrados) modernos, feitos já na administração ativa dos Ferreira Gomes.

Texto e foto de  George Coelho.

Estelionato na aposentadoria

Isso, o que se vê no diagrama do link abaixo, é um estelionato com o dinheiro dos aposentados. O cidadão contribui com um valor correspondente a uma certa quantidade de salários mínimos e vê, ao longo do tempo, sua aposentadoria decair com tendência a chegar a um salário mínimo. Justamente, quando, com a velhice, assolam as doenças caras. E isso se perpetua a cada aumento do salário mínimo.

Fonte:
http://dinheiropublico.blogfolha.uol.com.br/2013/12/22/em-uma-decada-teto-da-previdencia-cai-de-dez-para-seis-salarios-minimos/

Brasil, campeão mundial do handebol feminino!

Brasil! Campeão invicto no handebol feminino!
Eita Brasil, substituindo os pés pelas mãos. Ou melhor, os homens pelas mulheres.
Mote:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=802212836460447&set=a.124486140899790.24501.115987058416365&type=1&theater

No lançamento, caiu o satélite boliviano.

Pode até não ser, mas que parece tem coisa nisso, ah! parece. Há poucos dias, no lançamento, caiu o quarto satélite chino-brasileiro. Os outros três anteriores, lançados pela China, obtiveram sucesso, mas já estão desativados. Agora, despedaça-se, no lançamento, o primeiro satélite boliviano, também lançado pela China. Teoria besta da conspiração? Pode até ser, mas a realidade muitas vezes suplanta a fantasia.
George Alberto
‪#‎Debris‬ of ‪#‎Bolivian‬ ‪#‎satellite‬ falls on East ‪#‎China‬ The debris of Bolivia's first telecommunications satellite fell on Zhangxi village and Quxi village, Jian city, East China's Jiangxi province on Dec 21, 2013. Nothing was hit by the falling debris and no one was injured. http://bit.ly/J7erOz

O furto da Mona Lisa, há 100 anos

Há 100 anos, 13/12/1913, foi encontrada a Mona Lisa, ou Gioconda,  cuja pintura foi iniciada por Leonardo Da Vinci  em 1506. A notícia do furto foi divulgada na época pelo jornal Le Fígaro, como vai no francês do link abaixo. Foi o próprio Da Vinci que, em 1506, levou sua obra prima pra França onde foi vendida.

No furto mencionado, até Pablo Picasso pagou o pato sendo injustamente acusado, preso, mas logo solto que ele não tinha nada a ver com o caso. Pois foi um certo italiano Perrugia o ladrão e  se fosse pela competência da justiça francesa, jamais seria descoberto. Mas pra sorte da gente que gosta da moça pintada, a obra foi oferecida a um antiquário florentino que comunicou o fato ao diretor de Museus de Florença.

Perrugia já tinha sido condenado por lesão corporal e porte de arma proibida em 1908 e confirmou-se suas impressões digitais. O ladrão explicou-se dizendo que queria mesmo era vingar os roubos de Napoleão na Itália e não sei quê mais.

Essa Gioconda até ser protegida com vidro à prova de bala no Museu do Louvre, foi.  Já sofreu outros atentados também. Em 1956, um psicopata sapecou ácido que lhe danificou uma beirada de baixo. Depois foi a vez de um boliviano lhe rebolar pedra numa de suas sobrancelhas. Mais depois ainda, foi uma russa que lhe jogou uma xícara de café, puta por não ter conseguido a cidadania francesa.

Coitada da pobre da Mona Lisa! Tão bonita, tão sofrida que dá pena.

George Alberto

Fonte:
http://www.lefigaro.fr/actualite-france/2013/12/13/01016-20131213ARTFIG00436-comment-la-joconde-a-ete-retrouvee.php#1

Como aconteceu a criação do Fed - The Federal Reserve há 100 anos atrás

Fonte:
http://www.washingtonpost.com/blogs/wonkblog/wp/2013/12/21/the-federal-reserve-was-created-100-years-ago-this-is-how-it-happened/?tid=hpModule_79c38dfc-8691-11e2-9d71-f0feafdd1394

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

O Capital e as Nuvens de Veneno

Haja produção envenenada em campos onde antes havia floresta. Tudo pra que o capital se alimente das entranhas da terra entupindo-a, até o último talo, de veneno. Mas com veneno não existe vida; ou pode até existir, deformada de doenças medonhas. E sem veneno, na prática, não há crescimento, não existe capitalismo de vera na agricultura. Capitalismo que gosta mesmo é de conjugar o verbo receber e pouco ou nada o verbo pagar. 

Recebem, mas não pagam. Recebem, mas não pagam pelo ferro brasileiro de Itabira-Mg e Carajás-Pa; assim como receberam e não pagaram pelo manganês retirado das serras exauridas no Maranhão; recebem, mas não pagam pelo precioso nióbio dos morros de Araxá-Mg; assim como receberam, mas não pagaram pelo ouro em toneladas retiradas de Serra Pelada-Pa a muque de garimpeiro, cuja miséria é a prova viva, ou morta, de um sistema falido. Assim, recurso natural é matéria prima que o capital recebe e usa de graça sobretudo de países que pouco se dão à vergonha de se deixar expropriar sem dar um pio, como o Brasil é o caso. Quem pagará pela terra e água envenenada pela indústria da soja? Ninguém.
 
A Amazônia, nenhum país rico quer pagar pra que ela se conserve como floresta. A propósito disso, o presidente do Equador fez um desafio às nações ricas: paguem-nos por nossas florestas que as deixamos em pé e assim elas manterão as chuvas nas vossas terras e despoluirão o ar sujo que exalam de vossas indústrias fétidas. Calados ouviram, calados ficaram. No fundo recebem, mas não querem pagar por recursos naturais que usurpam das nações pobres e que, sem eles, não teriam sua economia bombando. Capitalismo de merda é esse esse que não paga matéria prima? Resultado, no caso do Equador: perfuração de poços de petróleo virão onde antes havia árvores. E tome fumaça no ar, tome veneno na água e na terra. 

Falam nas TVs em lorotas conservacionistas, na boca de missionários de ONGs cujo interesse mesmo é colher ensinamentos centenares  de índios pra proveito de laboratórios de remédios faturarem alto; ou pro carreio de minérios a roldão, contrabandeados às claras, sem qual vigilância. A maior riqueza do Brasil é a biodiversidade das florestas, e esta pouco a pouco se esvai. Em trinta anos, onde antes era floresta, só existirá soja envenenada e gado peidando em pasto raso. Enquanto discurso besta de político mamador vai continuar se espichando em plenário vazio.

Viva a produção! Viva a grana! O capital dos 1% da plutocracia mundial agradece.
 

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Encontrado parte do tesouro de Atahualpa?

Desenhos do último imperador Inca Atahualpa obtidos no artigo da Fonte abaixo do jornal The Telegraph.

Uma equipe de exploradores fez uma extraordinária descoberta no Equador. Segundo a reportagem abaixo, e pelo que entendi dela lendo-a de relance, trata-se de uma estrutura de 260 pés de altura, pelo mesmo de largura, com declividade de 60 graus, que pode estar acompanhada de outras edificações numa vasta área. Fica a cerca de 20 milhas da cidade de Baños de Agua Santa, numa região de pântanos e florestas situada a 8.500 pés de altura do nível do mar. 

As hipóteses do que seja o local, divergem. Dizem que pode ser o sítio onde os restos mortais de Atahualpa, imperador Inca, foi colocado. Conta uma lenda que Atahualpa, enganado pelo conquistador malaca Vicente Pizarro, foi colocado em um aposento grande. Em troca de sua liberdade e pressionado em espanhol de padre, prometeu a Pizarro encher tal aposento de ouro e lhe enviar o dobro em prata. Atahualpa, que não era nenhum santo Inca, mas um Rei despótico, foi garroteado em 1533 por recusar a se submeter à fé cristã dos espanhóis (Haja fé maluca!). Seu corpo teria sido depois desenterrado e exumado pelos Incas e levado ao local da agora descoberta e colocado junto a uma parte do ouro prometida aos espanhóis. Outros dizem que, pelos 30 artefatos ali encontrados, a pirâmide é de 500 a 600 anos antes de Cristo, portanto o Pizarro não teria culpa na história. 

O certo é que se o Equador for mesmo inteligente, vai faturar turismo arqueológico com a recente descoberta. Enquanto o turismo não chegar, pra conhecer o lugar, carece de enfrentar os pântanos, o calor da floresta amazônica, as terríveis picadas de abelhas africanas, umas trocentas cobras peçonhentas, e talvez uns remanescentes da terra dos gigantes, que ali moravam, dispostos a proteger os tesouros depositados em honra do Atahualpa. Nada que um Indiana Jones, acompanhado de uma mulher bonitona loura, não possa enfrentar com seu chapéu e chibata, digo chicote, de couro e sem um pingo de suor na testa. 

Mal traduzido e versado por George Coelho.

Fonte:

sábado, 14 de dezembro de 2013

Quintais verdes e sem IPTU, em BH


Até que enfim encontro sinais de inteligência em uma câmara de vereadores. Se bem que é inteligência de vinte anos atrás, mas felizmente ainda preservada, talvez pelo desconhecimento da corrente edilidade e do prefeito de plantão em Belo Horizonte. É lei de país civilizado. Seguinte, se alguém preserva área verde importante em sua casa em BH, o cidadão se vê livre do IPTU - Imposto Predial Territorial Urbano. Isso já existe com as RPPN´s Reservas Particulares do Patrimônio Nacional com relação ao imposto federal ITR - Imposto Territorial Rural, mas para o IPTU, que é de competência municipal, precisa ser aprovado pela câmara de vereadores do município. 


Vereadores de Fortaleza, acordem! Deixem de salamaleques, puxações de sacos dando nomes de ruas a quem nada fez pela cidade, genuflexões ao prefeito, canto de hino da cidade desafinado em mesa enfeitada de flores e discursos de abusar o freguês. Vão trabalhar, gente boa! Aprovem uma lei dessas, já. A cidade ganharia oxigênio; a água se infiltraria no solo evitando inundações, porque jardins, permeáveis e porosos, funcionam como reservatórios d´água; os sanhaçus, rolinhas, sabiás, bem-te-vis, rouxinóis, galos campinas... iriam de novo habitar os quintais verdes cheios de galos  nas madrugadas cantadas pelo Belchior. Isso é que é desenvolvimento. Prefeito Cláudio, arrenegue a ganância maldita de aumento do IPTU. Dê lugar ao verde, às flores e ao oxigênio, homem de Deus!


George Coelho

Desenho de Sandra Coelho

Mote:
http://www.hojeemdia.com.br/minas/quintais-verdes-da-capital-mineira-est-o-livres-do-iptu-1.198580

Dorme neném...

Essa que eu ouvi agora é boa. No mensalão petista foi aplicado, inovadoramente, a teoria do domínio do fato. Já no mensalão tucano, mais inovações: será aplicado a teoria dormindo no fato. Dorme nenem que eu tenho o que fazer...

George Alberto

domingo, 24 de novembro de 2013

Concessões de 2 aeroportos valem privatização de 10 Vales

Quando se vê um resultado desses hoje em dia em que se arrecada 20,8 bilhões de reais pela simples concessão de dois aeroportos (Galeão e Confins), ao passo que a privatização, ou seja a entrega definitiva, da Vale do Rio Doce, a maior empresa de exploração de ferro do mundo, foi por um pouco mais de R$ 2 bilhões. Pois bem, os números não mentem e mostram como o governo de FHC e do partido tucano fizeram mal ao Brasil.

George

Mote:
http://economia.terra.com.br/confira-o-que-deve-mudar-nos-aeroportos-do-galeao-e-confins,fc26d0b900082410VgnVCM3000009af154d0RCRD.html



O mundo ficou mais seguro?

Que raciocínio mais simplista e enganador, Seu Obama. O mundo ficou mais seguro com o Irã se submetendo a inspeções de programas nucleares? Me engana que eu gosto. Não queria estar na pele dos aiatolás quando desarmados. Igual ao que fizeram com o Khadafi na Líbia? Desarmaram o distinto pra apeá-lo do poder matando-o num esgoto, feito se mata rato. 

E qual foi o único país do mundo que jogou uma bomba atômica, aliás duas, em outro? Esse país se submeteu, ou se submete, ao acordo de não proliferação de armas nucleares? Nada.

Seu Obama, pra cair nessa conversa besta de faça o que eu digo mas não faça o que eu faço, só se fosse membro da academia sueca que lhe deu o Prêmio Nobel da Paz antecipado. Aliás é bem paradoxal falar em paz na Academia, porque Nobel foi o inventor da dinamite, essa mesma com que bandido estoura todo mês caixa de banco em Boa Viagem e no Crateús.
George

Fonte:


O Irã fechou hoje com grupo de seis potências um acordo para análise de seu programa nuclear. Para o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, o acordo nuclear torna o mundo mais seguro: http://folha.com/no1375888 (via Folha Mundo)


O homem voltará ao canibalismo

Quando não houver mais florestas e bichos.

George Alberto

Fonte:
Jornal Le Figaro
EN IMAGES - En Amazonie, le «poumon de la terre» souffre d'une déforestation massive >> http://bit.ly/1aVFAdc

Meu nome é Icasa


http://blogdojuca.uol.com.br/2013/11/meu-nome-e-icasa-o-verdao-do-cariri/

Por ANTONIO COELHO

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Compadre Kennedy e Comadre Jacqueline

Há 50 anos morria, de morte matada, o presidente americano John Kennedy.  Na época, correu no Ceará uma conversa de que Kennedy faltou pouco pra nos visitar. Viria prum batizado (Kennedy era católico de origem irlandesa). Desgraçadamente, o mataram. Passaram-se mais 49 anos até que um presidente americano chegasse no Ceará. E quem acabou passeando, por primeiro, os gringos olhos azuis nos verdes mares alencarinos foi Bill Clinton, em 27.08.2012. Bill veio palestrar na Terra da Luz.

Kennedy brigara com os charutos acesos do Fidel: apoiara a fracassada invasão de Cuba pela Baía dos Porcos. Fez conta de umas poucas ogivas soviéticas postas na ilha. Luta diplomática feia que quase leva o mundo a um conflito nuclear. Já Clinton, dizem as más bocas, era apreciador dos charutos do Fidel. Não sei se sua estagiária, que quase o levou ao Impeachment,  apreciava charutos também. Nem se Clinton a indagou sobre isso. E se deu que a palestra de Clinton em Fortaleza confirmou o já sabido. O sol do Ceará, embora forte demais pra produzir charutos cubanos,  e o vento são de levantar pelos ares saia de mulher distraída. No mais, $ no bolso, que o sacrifício e a história de respeito do homem dão respaldo a sua Fundação. Mas respeito carente ainda de deixar passar Bill ileso de apelido. Não se perdeu a viagem pro Ceará e o homem ganhou alcunha de Bill Clitoris.

Mas vamos de volta ao motivo do presente leriado: a visita, que não  se deu, de John Kennedy ao Ceará. De vera, nem prometida foi. Promessa de visita quem tinha mesmo era nosso vizinho estado, Rio Grande do Norte. Então que a estória não se dera no Ceará, mas em terras potiguares. Pelo bem, pelo não, na falta de comprovante de autoria autenticado em cartório, vamos falsear o nome dos  personagens principais e lugar da ação: Zabelê, Zefa, João Quenedi e Icó.

Zabelê e Zefa eram casados em igreja de padre e moravam no Icó, cidade do sertão cearense assemelhada aos Estados Unidos, pois tem tradição passada de brigas de bacamarte, cacete, facão e foice. Talvez por isso um dia declarou-se república soberana do Icó, inclusive com ministério da marinha, igual a Bolívia. Zabelê e Zefa, icoenses da gema,  tinham um filho por batizar, João Quenedi. A gente do Icó recebia o leite do FISI, um programa de distribuição de leite em pó da Aliança para o Progresso, patrocínio da USAID - Agência para o Desenvolvimento Internacional. Propaganda americana frente à ameaça vermelha do Kruschev; arenga da CIA com a KGB. De sobra, com o leite, veio junto o simpático presidente americano John Kennedy e, no seguinte, o nome do filho de Zabelê e Zefa: o desmamado Quenedim.

De tanta admiração de Zabelê e Zefa pelo casal Kennedy, Zabelê não ficou satisfeito em apenas dar o nome de João Quenedi ao filho. Inventou mais de convidar os Kennedys pra serem compadres no batizado do Quenedim. A cerimônia seria na igreja matriz do Icó. Zabelê contou pra mulher a intenção e Dona Zefa se arreliou. Tu é doido é, ôme de Deus? Seu Kennedy lá tem tempo pra vir por essas bandas! Mas Zabelê não arredava o pé. Ora Zefa, é véspera de eleição, o homem arruma tempo e vem aqui, quer apostar? Sei não, Zabelê, mas bem que a gente podia mandar uma cartinha convidando eles pro batistério. Dona Matilde tem a letra bonita e pode fazer isso pela gente.

E se deu que Dona Matilde se informou do endereço da Casa Branca e, numa caligrafia caprichada, convidou o casal pra ser padrinho do João Quenedi do Icó. Surpresa não foi que dias depois Zabelê recebeu resposta do Consulado Americano. Na missiva, o Presidente dos Estados Unidos e Primeira Dama contava se sentiam  muito honrados com o convite pra cerimônia de batismo do futuro afilhado, mas que eram muitos os afazeres do ofício da Casa Branca. O Presidente e a Primeira Dama não poderiam comparecer, mas  autorizavam Zabelê e Zefa a chamar uma autoridade local para representá-los no evento de compadrio. O representante escolhido por Zabelê foi o Prefeito Raimundo que cumpriu na festa de batismo, com extremo zelo, o procuratório recebido.

Passou pouco tempo e se deu o infausto acontecimento do assassinato do presidente americano. Zabelê quase cai pra trás quando soube. Morrera pra ele uma pessoa muito especial da família. Saiu pra casa arrasado, pensando como ia dizer a notícia desgraçosa pra esposa. Zefa, você num sabe, mulher... Sei Zabelê. Meu coração tá soluçando de dor com a morte do Compadre Kennedy, que ele não merecia uma desgraça dessas, homem de Deus. Oh gente infeliz é  matador de aluguel! Vou vestir luto por mais de ano. Mas eu queria mesmo era agora tá junto da Comadre Jacqueline; dar um conforto pra ela. Zabelê. Será que Raimundo Prefeito arruma passagem pra nós ir pro velório do Compadre?


John Fitzgerald Kennedy (Brookline, 29 de maio de 1917 — Dallas, 22 de novembro de 1963)

Fonte com a história provavelmente verdadeira, que a minha está romanceada.
http://gazetaweb.globo.com/gazetadealagoas/imprimir.php?c=138445

Chega de narração Zé Prequeté

Eita que narração pai d´égua, essa do locutor português!

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Erro de paralaxe

Dependendo do ângulo de visão, o observador vê coisas distintas. Em ciência se nomina isso de erro de paralaxe. Por exemplo, quando se vê a temperatura marcada por um termômetro de ângulos diferentes. Há sempre ângulos de visão distintos para um mesmo fato. Se me permitem, vou mostrar uma outra visão para encarar o Bolsa Família.

Em economia é cediço que os fatores de produção precisam ser remunerados. Três fatores de produção são básicos: capital, terra, trabalho. Ao detentor do capital (grana), se remunera com juros. Quem trabalha recebe salário. Quem tem a terra, aluguel. E ainda há o detentor de matéria prima que precisa ser remunerado pro equilíbrio do sistema econômico e por uma questão de justiça. Ora, uma nação pertence a seus habitantes. No Brasil, não deve ser diferente. O subsolo da nação é do país, portanto de seus habitantes. A matéria prima que vem do subsolo (minério), consequentemente é também de seus habitantes. Quando explorado, vendido ou exaurido o subsolo, que pertence à nação, os seus habitantes que são os donos dele, devem ou deveriam ser remunerados. Contudo, a matéria prima do sub-solo, minério, no Brasil é dada de graça (com exceção do regime recente de partilha do petróleo) ao seu explorador. Uma excrescência, porque nenhuma matéria prima se consegue gratuita, a não ser o ar.

Então que se não houvesse outro motivo, o simples fato de está sendo exaurido minério de ferro, nióbio (mineral que praticamente só o Brasil tem e essencial à indústria aero-espacial), manganês, que já levaram quase tudo; já justificaria a remuneração do bolsa-família. Porém, não essa miséria que o pobre recebe, carecia de ser valores que realmente dessem pra suprir suas necessidades básicas. E isso tudo deveria ser feito sem complexo de culpa nenhum, sem essa estória de que o bolsa-família cria dependentes. 

Por que não se diz que são dependentes a pequeníssima plutocracia que recebe os estratosféricos bolsa-juros sem dar um prego numa barra de sabão? Ora, se juros são a remuneração do capital e por isso seus detentores são remunerados; a terra é da nação e de seus habitantes e estes devem ser remunerados por quem tira suas exauríveis jazidas.

George Alberto 

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Ao Poder Público - Raimundo Correia


(1 de janeiro de 1880)

Tu que és da direção das massas investido,
Tu que vingas o crime e que o Povo defendes,
E executas a lei penal, e do bandido
No topo de uma forca, o cadáver suspendes;

Tu que tens o canhão, a tropa, a artilharia,
Tu mesmo és quem fuzila a inerme populaça;
Incurso está também no Código e devia
Pra ti também se erguer uma forca na praça!

Raimundo Correia(São Luiz, 1859-Paris, 1911) - Foi Juiz de Direito e Poeta.

Fonte:
Waldir Ribeiro do Vale. Vida e Obra de Raimundo Correia. Ed. Cátedra/INL-MEC. 2ª. Ed.1980. 


Pelo concurso público pros membros de cortes da justiça

Quem dera fosse só impressão, mas ao assistir julgamentos na TV feitos por juízes nessas cortes maiores de justiça, vejo é muita arrogância e bazófia juntas, ainda mais sabendo que seus membros não estão ali por mérito, mas por simples indicação presidencial, cabalada só Deus sabe como.

Não entendo porque numa República, em que teoricamente se daria direito à concorrência aos cargos públicos a todos, alçar às cortes de justiça seja uma exceção.  Tá errado e torto. Pro conserto, sugiro concurso público entre juízes para o preenchimento dos membros de qualquer corte de justiça do Brasil, seleção feita por universidade gabaritada. Sugiro ainda que os mandatos nas cortes não sejam vitalícios e que aos seus membros fossem vedados alçarem a futuros cargos políticos. 

Com esse simples ato, garantiríamos os melhores juízes nos julgamentos, pelo menos em conhecimento jurídico - que uns ministros, de conhecimento jurídico se têm mesmo é pena - mais isenção, renovação, menos deslumbrite e pavoneamento.

Concurso público é coisa republicana. Indicação política, não é. E Corte não é escalão de carreira política. Pelo menos, não deveria ser.

 
George Alberto

sábado, 16 de novembro de 2013

Se é pra prender...


E então o Ministério Público e a Justiça brasileira fazem ouvidos de mercador à Justiça suiça e nada acontece. Absolutamente nada acontece. As gestões dos tucanos, Mário Covas, Serra e Geraldo Alckmin atoladas até o tronco com o trensalão. Parte dos 1 trilhão de dólares que a bandidagem do colarinho branco brasileiro tem em paraísos fiscais, parte destes fabulosos recursos que pagariam a dívida pública brasileira é do trensalão tucano, outra parte é da privataria tucana.

O que fez o Ministério Público? Nada. O que fez o STF? Nada, além de tratar coisas absolutamente iguais (mensalões petistas, tucanos e pemedebistas) de forma absolutamente desiguais. Se é pra botar gente na cadeia, bota todo mundo. Ainda mais se escolhe deliberadamente o dia da proclamação da república pra fazer prisões. Essa de escolher partido pra punir é abominável. Não tem nada de republicano! 
Cartel dos trens: Ex-diretor da CPTM em gestões do PSDB é condenado na Suíça por lavar dinheiro. Veja mais em http://oesta.do/17x6Yhz (via Politica Estadão)

Infográfico: Estadão

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Veto a novos municípios

Com um Congresso horroroso desses, me admiro como ainda se pode governar o Brasil. Com toda indignação das ruas, os congressistas aprovaram critérios que permitem a criação de 269 novos municípios. A presidenta Dilma sapecou o veto no tresloucado projeto. Muito bem feito, Presidenta. Certamente haverá represálias, principalmente da oposição fajuta que se jacta em defender o Brasil e o que defende mesmo é o próprio bolso e o dos seus pareceiros.

A baixa do Jornal Nacional

Não creio que a explicação da queda do Jornal seja essa de novela ruim. Ao próprio noticiário é que se deveria dar esse conceito. Quem é ainda besta de ficar grudado na TV pra ouvir notícias tendenciosas? Ainda mais com as fontes múltiplas que se encontra hoje na internet. 
Fonte:
Audiência ruim de novelas leva 'Jornal Nacional' a baixa histórica. O noticiário começa com audiência baixa devido ao mau desempenho das novelas 'Joia Rara' e 'Além do Horizonte', e por isso não passa da média de 23 pontos há uma semana:http://folha.com/no1371653


Desperta Da ilusão

Photo: "Procura no coração a raiz do mal e arranca-a." (Luz no Caminho - Item 4; in O Canto da Vida - Ditado pelo Espírito Delfos)

Desperta da ilusão
Que, em alguns momentos, nos envolve a vida
Saiba apreciar as coisas simples,
Cresce voltado para bons pensamentos
Que a vida se encarrega de ir para o melhor caminho
Como uma planta que se volta para a luz
(Texto e Desenho: Sandra Maria de Aguiar Coelho)

"Procura no coração a raiz do mal e arranca-a." (Luz no Caminho - Item 4; in O Canto da Vida - Ditado pelo Espírito Delfos)

Desperta da ilusão
Que, em alguns momentos, nos envolve a vida
Saiba apreciar as coisas simples,
Cresce voltado para bons pensamentos
Que a vida se encarrega de ir para o melhor caminho
Como uma planta que se volta para a luz
(Texto e Desenho: Sandra Maria de Aguiar Coelho)


Invenção argentina: um sugador de bebês

Eita Hermano criativo. Um sugador de nascituros.
Inspired by a YouTube video, an Argentine car mechanic has invented the Odón Device, which extracts babies from the birth canal using an inflated plastic bag in order to ease difficult births.

Read more: http://fw.to/GlBHsCf

Criar mais cidades? Não. Fundi-las, sim

Boa Presidenta. Sempre será muito bem vindo o veto dessas vagabundagens de políticos do cacete que querem lugar garantido pra se locupletarem às custas do erário. Projeto de mais 26 cidades no Ceará? Haja estupidez jumentícia!
Carece de se fazer é exatamente o contrário. Fundir cidades e estruturas podres de vereanças que servem mesmo é pra homenagear fulano, que nada fez pela cidade, com título de cidadania; cantar hino municipal em festa rodada a salamaleques; extorquir empresário com descontos, por debaixo dos panos, de impostos  ISS e IPTUs.
George Coelho